skip to Main Content
Guia Do Empreendedor Iniciante – O Que Fazer Para Se Dar Bem No Mercado De Trabalho?

Guia do empreendedor iniciante – O que fazer para se dar bem no mercado de trabalho?

Está pensando em FINALMENTE abrir o tão sonhado negócio? Então confira este guia do empreendedor iniciante e prepare-se para fazer a diferença no mercado!

Um dos maiores problemas dos empreendedores de primeira viagem é o total desconhecimento do mercado, pensando nisso preparamos este guia do empreendedor iniciante para te auxiliar!

Porém, antes mesmos de entrarmos mais a fundo no tema, é preciso validar uma coisa primeiro:

Você realmente está pronto(a) para empreender?

Pode parecer uma pergunta um tanto quanto fria, mas muito necessária, visto que uma vez com o CNPJ em mãos você terá responsabilidades com toda a sociedade!

Um empreendedor deve pensar em como suas ações irão impactar a vida dos outros, e isso vai muito além dos seus clientes.

Seus fornecedores, colaboradores, investidores, familiares, concorrentes e toda a sociedade é diretamente impactada pelas suas decisões, sejam elas positivas ou negativas.

Embora já façam alguns séculos que a palavra deixou de ser o único registro válido para se fazer acordos, a sua palavra, como empreendedor, mantém a mesma responsabilidade de como utilizada nos séculos passados, só que agora com um bocado de burocracia a mais.

O que isso significa?

  • Prometeu?
  • Chegou em um acordo com as partes interessadas?
  • Assumiu a responsabilidade por um projeto?

Não existem mais justificativas ou “chefes” para te auxiliar, simplesmente, cumpra com a sua palavra!

No entanto, não precisa ficar com um pé atrás para iniciar as suas atividades como empreendedor iniciante, até porque se a carga de responsabilidade é algo que te assusta é melhor você pensar mais um pouco se esse é realmente o momento correto para abrir uma empresa.

Existem várias vantagens em ser um empreendedor iniciante, muitas delas estão envolvidas com questões monetárias, como:

  • A diminuição da carga tributária;
  • O aumento do faturamento;
  • Maior liberdade de crédito;
  • Entre outras.

Entretanto, e pode até parecer lúdico a primeiro momento, mas a sua auto-satisfação em estar ajudando os outros será a melhor recompensa que você receberá.

Contudo, vamos ao nosso guia do empreendedor iniciante:

Guia do empreendedor iniciante

Sente-se pronto(a) para iniciar as suas atividades como um empreendedor iniciante?

Ótimo, então está na hora de juntar toda a sua determinação com a sua inteligência, e para isso você deve estruturar o seu plano de negócios.

Antes de colocar a mão na massa, coloque as idéias no papel

Desde da definição da missão, visão e valores do seu negócio, sendo ele um trabalho autônomo ou uma empresa, você precisa ter uma visão ampla do seu empreendimento!

Para isso, organize as suas ideias em um plano de negócios e leve em consideração tanto questões internas quanto externas.

Uma análise S.W.O.T. pode te auxiliar a fazer isso. Traduzido do inglês como análise F.O.F.A. (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças) essa análise possibilidade que você separe em quatro pontos as principais variáveis que influenciam o seu empreendimento.